Compartilhe

Sex, 14/12Não-Me-Toque

ensolarado

Mín 22°

Máx 32°

Chuva 58%

ensolarado

Yahoo

Buscar no site
Av. Alto Jacuí, 840 - CEP 99470-000 - Fone: (54) 3332.2600 - E-mail: contato@naometoquers.com.br
Notícias
23.11.2018 - Agricultura e Meio Ambiente

Não-Me-Toque adere ao SUSAF/RS

Com a adesão ao sistema, as agroindústrias não-me-toquenses poderão comercializar os produtos de origem animal em todo o Rio Grande do Sul

O município de Não-Me-Toque foi aprovado, nessa sexta-feira (23, para ingressar no Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial, Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (SUSAF/RS). A adesão foi confirmada através da publicação, no Diário Oficial do Estado, de uma portaria da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação.

Com a adesão ao sistema, as agroindústrias da cidade poderão comercializar os produtos de origem animal em todo o Rio Grande do Sul. “A adesão ao Susaf abre as portas do mercado consumidor gaúcho para os produtos das agroindústrias de Não-Me-Toque, e tanto nós da Secretaria como estes produtores aguardavam essa possibilidade para levar seus sabores para mais mesas e é claro, expandir ainda mais seus negócios”, comemora o Secretário de Agricultura e Meio Ambiente Pedro Paulo Nienow.

O que é SUSAF

O SUSAF/RS é um programa que busca equidade sanitária na produção, garantindo qualidade e padrão para a comercialização de produtos regionais, sendo um sistema que permite que agricultores familiares gaúchos, registrados no Serviço de Inspeção Municipal, vendam seus produtos em outros municípios. A partir do cadastro do município, o Estado, através da Seapi, vistoria e aponta as ações necessárias para as adequações.

A implantação do SUSAF/RS regulamentado pelo Decreto Estadual n° 49340 de 05 de julho de 2012, permite aos estabelecimentos registrados nos serviços de inspeção municipais e que estejam engajados neste sistema, o comércio em todo o território do estado do Rio Grande do Sul, o que só caberia àqueles registrados na Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seap) por meio do Serviço Estadual de Inspeção (Cispoa). Para que os municípios obtenham, de forma voluntária a adesão a esse sistema, é necessária a comprovação da equivalência junto à Seap dos seus processos e procedimentos de inspeção e fiscalização.

“Agora, a Inspeção Municipal tem equivalência com a Inspeção Estadual. O campo de comercialização será ampliado e os consumidores podem ter a certeza de que estarão adquirindo produtos de qualidade em todos os aspectos”, enfatizou o Prefeito Pedro Paulo Falcão da Rosa.

Voltar Imprimir Ir ao Topo
Buscar no site